terça-feira, 8 de agosto de 2017

LAMPEJOS NOTURNOS


LAMPEJOS NOTURNOS 



São momentos... E mais momentos...
Que passeiam pelo pensamento, 
Lembrando algo acontecido,
Gravados no fundo da alma
Que jamais serão esquecidos.

Donzela da noite...
Na vida de um mancebo

Amedrontado...
Não tem pai para lhe ensinar essas coisas...
Amargurado... Refúgio no peito da mãe...

Fala do seu estranho sentimento
Com palavras inadequadas,
Aprendidas nos cantos da vida
Palavras... Palavras... Palavras... Obscenas...
Sentiu a ausência paterna.

O conselho tem um jeito estranho,
A paixão se embrutece.
Duas mulheres em sua vida:
Dama da noite, com beijo noturno.
Mãe carinhosa, com abraço afetuoso.

aa) Antonio Toninho Vendramini Neto

O ANDARILHO

Em um dia desses qualquer, o Prefeito de uma cidade grande parou o seu carro, por pouco tempo, em um cruzamento, aguardando o sinal de ...