segunda-feira, 17 de março de 2014

RETIRANTES


RETIRANTES...PROTAGONISTAS DE UM POEMA
GRAVURA DE AUTOR DESCONHECIDO
 
O POEMA

Assolava fome e tristeza.
Não nascia mais ninguém.
Povo cansado e calejado.
Falta de maternidade!
Ausência de parteira!
Batia em dura retirada.
Com o amparo do cajado.
 
Força da mãe natureza.
Local não reluzente.
Sol de luz sempre presente.
Ausência de luz materna!
 
Sitio ermo e doentio.
Muito pó pelo caminho!
Pedras com duro feitio.
Ventre pesado ainda no ninho.
 
Visão distante da cidade.
Gemido conflitante!
Garganta periclitante.
Vento uivando de verdade!
 
A vida nasceu ali!
Sem eira e nem beira.
Para o desencanto da alma.
E o desatino dos recursos!

O ANDARILHO

Em um dia desses qualquer, o Prefeito de uma cidade grande parou o seu carro, por pouco tempo, em um cruzamento, aguardando o sinal de ...