terça-feira, 23 de maio de 2017

VIDAS PASSADAS E PRESENTES


O MANUSCRITO DO PRIMO NORBERTO

Ele nos deixou, vitima que foi de um desastre automobilístico, causando grande consternação em toda a família porque ainda era jovem e tinha planos e sonhos pela frente.

Entendo que, ao virmos ao mundo, trazemos as consequências do que fizemos em existências passadas; as nossas características físicas, intelectuais e morais são resultantes diretas de ações pregressas.

Assim é determinada a preparação para a encarnação que se inicia logo após a alma ter saído do corpo, ficando as ações de vidas passadas para se representarem na vida presente. Com esse pensamento, acredito que sua alma esteja presente em algum lugar, iluminando os seres de sua família.

Ao ler o manuscrito que chegou às minhas mãos, encontrado sobre sua mesa de trabalho, faço uma homenagem à sua verve literária e também a sua memória:                  

“ONDE VÔ”
(Encontrado em sua mesa de trabalho)


Os lugar onde vô
Nem eu sei escolher.
Quando o zóio piscô,
Já cheguei, sem querer.

Sem querer, também não!
Eu so vô se eu gosto
E, se lá não for bão,
Curto da maneira que eu posso.

Normalmente, fica afastado
Do que se chama civilização.
Nunca vô apressado,
Presto muita atenção.

Pode sê o mato crescendo,
Ou, então, a cachoeira caindo.
Eu ali, quieto, só vivendo.
E a natureza explodindo.

O Vento batendo depressa
Como com pressa de ir embora;
A verde mata atravessa
E parte para o mundo afora,

Trazendo e levando perfume,
Arrastando as foia do chão.


MY WAY

Acesse ao site e veja uma curiosidade sobre essa música/letra desconhecida por muitos que adoram essa canção, principalmente na interpre...