quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O ANJO DA NOITE






A palavra vem do Latim Ângelus e do Grego Aggelus, que significam mensageiros e emissários de Deus.

Podemos dizer que são criaturas superiores aos homens, e que estão sempre em nosso pensamento, e com eles sempre nos socorremos e pedimos proteção.

Nunca nos abandonam porque não tem necessidade de se refazerem através do sono e também não sofrem os efeitos do tempo.

Mas nem por isso ficam o tempo todo em nossa proteção, pois, de assim fosse, não haveria perdas e dores.

Encontrei essa definição em um momento de aflição, quando senti a presença D’Ele, colocando a mão sobre meu ombro. Foi quando enxerguei ao meu lado, um anjo divino, que Ele trouxe num raio de luz até a minha janela do tempo.

Antes dessa noite, nunca havia estado em meus sonhos e, naquele momento, era um desconhecido, mas que se tornou meu parceiro inseparável e minhas muitas jornadas celestiais.
 

UM POEMA PARA O ANJO DA NOITE

Mente coberta de incertezas
Pensamentos perambulam saltitantes
Visão nos caminhos errantes
Passos na escuridão da noite
 
 
Sol da manhã
Nuvens passageiras
Abismos profundos
 
 
Anjo guia desconhecido
Sorriso entorpecido
Dei um susto na morte
E abracei minha sorte
 

ANOS DOURADOS DE UMA ÉPOCA VIVIDA

ANOS DOURADOS  DE UMA ÉPOCA VIVIDA Repassando algumas fotos e recortes de jornais, armazenados em uma caixa de papelão no meu...