terça-feira, 23 de novembro de 2010

Santorini Vista por Vendramini

O ENTARDECER

Descortinei o entardecer esplendoroso
Cumprimentei com emoção o astro-rei
Solicitei que brilhasse por mais um instante
E apresentasse o mais belo entardecer
Mágica visão!
Raios vermelhos e amarelados
Imperando soberano na ilha vulcânica
No Extremo sul do mar Egeu


Ouço a voz de Santa Irene
Idolatrada pelos venezianos de outrora
Kallisti, para os gregos de agora



Vejo uma fulgurante e bela aurora
A noite foi bela e singela
Ouço num rompante o despertar dos deuses Gregos

Vozes despejam uma melodia inebriante
Escuto ”Lucevan Le Stelle” ecoando pelos morros
Santorini! Vulcão ativo
Caldeira fulgurante que oculta uma erupção
Venero Nea e Palea Kameni



Forma irregular e declive acentuados
Depósitos piroclásticos.
Fontes quentes com águas verdes e amarelas

Casarios brancos com telhados azuis
Ruas estreitas
Cafés ao ar livre a beira do precipício
Acessível por teleférico e mulas
Santorini! Continente perdido da Atlântida

===============================
Esse poema faz parte do meu livro-antologia, lançado em tarde de autógrafos, no Segundo Encontro de Poetas, realizado na cidade de Salto / SP.




EDITORA IN HOUSE - OUTUBRO 2010 

O ANDARILHO

Em um dia desses qualquer, o Prefeito de uma cidade grande parou o seu carro, por pouco tempo, em um cruzamento, aguardando o sinal de ...