terça-feira, 26 de outubro de 2010

A Dançarina de Flamenco


A DANÇARINA DE FLAMENCO




Sapateado no tablado da fama.
Flor nos cabelos negros em rosto contemplativo!
Lábios sensuais... Da cor do pecado...
Gestos maestrinos com mãos sedutoras.
Corpo esguio... Som Flamenco...Sabor Andaluz.
Violão... Guitarra... Palmas...
Ancas macias que aos olhos... Seduz...
Castanholas com fúrias Espanholas...


El Albacin! Espírito Cigano.
Tornozelos mostrados à platéia...
Sons e fantasias alucinantes.
Fogo ardente! Paixão avassaladora!

Venha para a minha página videos espetaculares e veja uma apresentação desse poema que criei na cidade de Granada na Espanha, em ritmo flamenco com uma dançarina especular.  
Por: Antonio Vendramini Neto

O CAMINHO DA CRUZ

O CAMINHO DA CRUZ Tudo estava quieto... Naquele momento, pressentia-se que alguma coisa pudesse acontecer a qualquer instante;...